Relatórios de Inspeção Periódica (RIP) e Manutenção Preventiva

manutencao-preventiva-rip

Nos mais diversos segmentos industriais a os Relatórios de Inspeção Periódica (RIP) e a manutenção preventiva são de fundamental importância tanto para a otimização quanto para alcançar a excelência no funcionamento das máquinas e equipamentos.

Um conjunto de procedimentos deve ser elaborado e executado, visando manter sempre a periodicidade das tarefas de manutenção preventiva, sendo sempre descrito antes e depois da execução. O responsável pela manutenção deve descrever, de forma detalhada, no RIP qual procedimento de manutenção foi realizado, como troca de rolamentos, guias, correntes, correias, elementos de transmissão, engrenagens, mangueiras, entre outros, ou seja, toda e qualquer troca de peça deve ser descrita, assim como os procedimentos de lubrificação utilizados pelo manutentor, respeitando sempre o tipo de óleo ou graxa descrito na Instrução de Trabalho (IT).

A manutenção preventiva deve sempre respeitar as normas e técnicas elaboradas pelos responsáveis do gerenciamento da manutenção. Os procedimentos devem ser estabelecidos, respeitando sempre a descrição de horas de uso das peças e o momento necessário para a efetivação da troca, mesmo que ainda possua condições de uso. A intenção da manutenção preventiva é garantir o perfeito funcionamento das máquinas e equipamentos, evitando assim a quebra não programada e a parada não esperada o que, inevitavelmente, atrapalha o processo produtivo e a realização dos trabalhos.

Após a execução do procedimento de prevenção, deve ser feita uma análise do Relatório de Inspeção Periódico (RIP), visando o controle do estoque de peças sobressalentes, assim como a verificação dos trabalhos realizados. É interessante analisar, por meio de uma minuciosa inspeção do RIP, o histórico de manutenção preventiva já executada, visando comparar os procedimentos realizados e as peças que sofreram maior desgaste, assim como realizar a elaboração de gráficos de controle de manutenção preventiva e de horas de uso de peças, visando sempre a melhoria contínua das máquinas e equipamentos.